boo-box

Cinema - CRÍTICA : AS TARTARUGAS NINJA


Por Mox Joy Von Wayne.


AS TARTARUGAS NINJAS

Em 1984 em uma conversa de bar Kevin Eastman e Peter Laird decidiram criar tartarugas mutantes ninjas adolescentes,parecia que conversa de bêbado,e assim surgiram as tartarugas ninjas,no começo era só quadrinhos,sombrias e violentas,em 1987 elas chegam ao telas por meio de um desenho animado,assim esse tom mais sério dá lugar ao que conhecemos hoje,coloridos e engraçados.

Em 1990 chega as telonas de forma independente dirigido por Steve Barron o filme das tartarugas ninja,custando 13 milhões e arrecadando mais de 100 milhões,foi um sucesso estrondoso,o filme contava a origem das tartarugas e seus mais notáveis vilões.

Nesse reboot que estreou na semana passada podemos ver que existe muita influência dessa época de ouro dos quelônios e sim muita referência ao mundo pop de hoje,o filme faz referências a BATMAN,MATRIX,STAR WARS, X-MEN, LOST entre outros.

Para começar nos é mostrado uma Nova York violenta,tudo muito explicado,durante os créditos somos apresentados ao modo de vida das tartarugas e no piscar de olhos estamos com April O'Neil e sua jaqueta amarela,Aliás Megan Fox está superficial demais parece não acreditar no projeto,não passa verdade,por isso muitas críticas negativas para o desempenho dela..e com razão, a cena que ela tenta se emocionar ao lembrar do pai e de doer.

Já o diretor Jonathan Liebesman faz com o público o que fez em A INVASÃO DO MUNDO:A BATALHA DE LOS ANGELES, enfia goela abaixo de forma crua as intenções dos vilões e nos deixa pensando o que motiva as tartarugas a defender a cidade, com Michael Bay como produtor do filme, vemos sua influência nas cenas de ação,assim como ele fez em TRANSFORMERS tem explosão.socos,chutes e muita piada em meio a muita confusão,mas a ação funciona e é um dos pontos fortes do filme a tomada da montanha de neve é espetacular muito boa e deixa o público preso na poltrona,aliás as piadas são sim um ponto alto do filme e especialmente entre eles mesmos, pouco explorado pelo diretor,no ato final do filme quando eles estão em um elevador em momento de pura tensão ninguém segura.

Quanto a aparência deles,que foi muito criticada por muitos fãs e outros,não é um problema, logo você se acostuma e isso nem é percebido ao longo do filme, o CGI,tecnologia utilizada para criar as tartarugas a partir de capturas de movimentos funciona muito bem,nada a desejar e o 3 D funciona muito bem.

O roteiro é bem simples ou melhor modesto mas não é motivo para tantas explicações e repetições ao longo do filme Liebesman nesse ponto trata o público como "burro" para repetir várias vezes a mesma história e quando somos levados a conhecer a conexão entre April e os quelônios não cativa,não é impactante,aliás algumas coisas são mudadas na origem das tartarugas mas nada que comprometa o longa.

No mais a impressão que temos é foi muito prometido e pouca coisa foi entregue,aliás a pizza está lá e a Santa Tartaruga também.só que sai de uma boca diferente, enfim o filme deixa a desejar nos detalhes,detalhes do roteiro, detalhes na direção, detalhes na fotografia e por fim detalhes no conhecimento dos personagens.

Nenhum comentário:

boo-box